Comemoração do Centenário do Lions Clubs International - 148 milhões de pessoas beneficiadas
Pular para Conteúdo Principal
Lions 100 Lions 100
Pular para rodapé

Nossa história

Nossa história

section

Uma breve história do Lions Clubs International

Em 1917, Melvin Jones, um empresário de Chicago de 38 anos, disse aos membros da associação local de empresários que era necessário ir além das questões empresariais e trabalhar pela melhoria das comunidades em que eles viviam e do mundo. O grupo de Jones, o Business Circle of Chicago, concordou com ele.

Após contato com grupos semelhantes nos Estados Unidos, foi realizada uma reunião organizacional em 7 de junho de 1917 em Chicago, Illinois, EUA. O novo grupo adotou o nome de um dos grupos convidados, a "Associação de Lions Clubes", e uma convenção nacional foi realizada em Dallas, Texas (EUA), em outubro do mesmo ano. Um estatuto, regulamentos, objetivos e um código de ética foram aprovados. E o resto é história.

Conforme nos aproximamos de nosso centésimo aniversário em 2017, é hora de começarmos a fazer uma retrospectiva de nossa longa e orgulhosa tradição de serviço e das diversas conquistas de nossa associação e do Lions ao redor do mundo.

Momentos marcantes na história do LCI

1917: Melvin Jones e outros homens de negócios de Chicago fundaram o Lions Clubs para melhorar a comunidade.

A primeira convenção ocorre no Adolphus Hotel em Dallas, Texas.

1920: O Lions Clubs se torna internacional com a fundação de um clube em Windsor, Canadá.

1925: Durante a Convenção Internacional em Cedar Point, Ohio, nos EUA, Helen Keller desafia os Leões a se tornarem "paladinos dos cegos na cruzada contra a escuridão".

1926: O explorador polar e associado do Lions Club de Washington D.C., Almirante Richard E. Byrd Jr, sobrevoa o Polo Norte e leva a bandeira do Lions consigo. Ele sobrevoa o Polo Sul mais tarde no mesmo ano.

1930: O Leão George Bonham pinta uma bengala de branco com uma faixa larga vermelha para auxiliar os deficientes visuais depois que ele testemunha um cego tendo dificuldades para atravessar a rua.

1931: Os Leões se dirigem ao sul e fundam um clube em Nuevo Laredo, México.

A primeira Convenção Internacional fora dos EUA é realizada em Toronto, Ontário, Canadá.

1933: Os visitantes da Feira Mundial de Chicago aprendem sobre os Lions clubs na Divisão de Ciências Sociais da feira.

1935: Amelia Earhart, associada honorária do Lions Club da cidade de Nova York, conquista o recorde de voo sem escalas de Los Angeles ao México durante a Convenção Internacional de Lions Clubs na Cidade do México.

O Lions local doa uma máquina Talking Book à Biblioteca Pública de Milwaukee, permitindo que os cegos ouçam livros.

1939: Associados do Lions Clube Detroit Uptown transformam uma antiga casa de fazenda em uma escola para treinar cães-guia para os deficientes visuais, ajudando a popularizar os cães-guia mundialmente.

A fim de organizar um programa de beisebol para crianças, o Leão Carl Edwin Stotz de Williamsport, Pensilvânia, apela para o apoio dos Lions clubs, YMCAs e outros parceiros da comunidade. Em 6 de junho de 1939, o primeiro jogo da Liga Menor é realizado no Park Point em Williamsport.

1944: O primeiro banco de córneas mundial é criado na cidade de Nova York. Hoje, a maioria dos bancos de córneas são patrocinados pelo Lions.

1945: Os Leões auxiliam na elaboração da carta constitutiva das Nações Unidas, iniciando um laço duradouro com a ONU.

1946: O Acampamento Lions para cegos na montanha Casper em Wyoming, EUA, recebe seu primeiro grupo de crianças cegas.

1947: Em outubro, o Lions comemora o 30º aniversário da associação no Hotel Waldorf Astoria na cidade de Nova York. Ele se tornou a maior organização mundial de clube de serviços na época com 324.690 associados em 19 nações.

O Lions recebe o status de consultor no Conselho Econômico e Social da ONU.

1948: Apenas três anos após a 2ª Guerra Mundial, a Europa tem seu primeiro Lions club em Estocolmo, Suécia. Genebra, na Suíça, vem a seguir, apenas alguns dias mais tarde.

Um Lions clube é formado em Kalaupapa na ilha de Molokai, Havaí. Kalaupapa é uma colônia de leprosos e todos os associados fundadores têm hanseníase (lepra).

1952: O Lions filipino chega ao Japão e encoraja a criação do primeiro Lions club japonês.

1954: Após um concurso internacional entre os Lions, um moto oficial é escolhido: "Nós servimos". O lema foi enviado pelo Leão D. A. Stevenson de Font Hill, Ontário, Canadá.

1956: O Lions Club de Detroit dá ao menino Stevie Wonder, com 6 anos de idade, um presente de Natal: uma bateria.

A Estação do Polo Sul Amundsen-Scott é construída. Logo após, 16 cientistas e pessoal militar fundam o Lions Club 59ers lá.

1957: O Lions lança programas juvenis, incluindo os muito bem-sucedidos Leo clubes.

1965: O Lions constrói o Memorial Internacional do Lions Melvin Jones em Fort Thomas, Arizona.

1968: A Lions Clubs International Foundation é criada. Desde sua fundação, a LCIF recebeu mais de US$ 826 milhões em subsídios para apoiar o trabalho humanitário do Lions.

1971: O LCI se muda para sua quarta e definitiva localização em Oak Brook, Illinois, depois de décadas no centro de Chicago.

1972: A LCIF concede seu primeiro subsídio – US$ 5.000 para auxiliar as vítimas de enchente na Dakota do Sul, EUA.

1973: Em fevereiro, a associação dá as boas-vindas seu milionésimo associado.

1977: O Leão Jimmy Carter, um fazendeiro de amendoins da Geórgia, se torna presidente dos Estados Unidos da América.

1985: A LCIF concede seu primeiro subsídio para Grandes Catástrofes no valor de US$ 50.000 para ajudar as vítimas do terremoto no México.

1986: Madre Teresa aceita o Prêmio Humanitário do Lions.

1987: A associação altera seus regulamentos e convida mulheres a se tornarem associadas. As mulheres agora fazem parte do segmento que mais cresce em número de associados.

1990: O SightFirst é lançado, eventualmente arrecadando mais de US$ 415 milhões para ajudar a erradicar as principais causas da cegueira.

O Leão francês Michael Baury ajuda a criar um carro de tração elétrica e disputa com ele um evento Grand Prix.

1995: A LCIF forma parceria com o The Carter Center, liderado pelo ex-presidente americano e Leão Jimmy Carter, para combater a oncocercose na África e América Latina.

1999: Nilofer Bakhtiar do Paquistão é eleita a primeira diretora internacional da associação.

2001: A LCIF forma parceria com as Olimpíadas Especiais no programa Abrindo os Olhos, uma iniciativa para fazer exames oftalmológicos nos atletas das Olimpíadas Especiais.

2002: O Lions abre dois clubes na China, o primeiro grupo de associação voluntária do país desde a década de 1950.

2003: Através do SightFirst, o Lions e o The Carter Center registram 50 milhões de tratamentos contra a oncocercose.

2004: O Lions mobiliza mais de US$ 15 milhões para socorro às vítimas do tsunami no sul da Ásia logo após o desastre.

2007: O jornal Financial Times classifica a LCIF como a melhor organização não governamental para se formar parcerias no mundo.

2010: A Fundação Bill & Melinda Gates contribui com US$ 5 milhões para a campanha Uma Vacina: Uma Vida e o Lions arrecada mais de US$ 10 milhões para apoiar as iniciativas contra o sarampo durante os dois anos seguintes.

2011: A LCIF concede seu 10.000º subsídio, chegando ao total de US$ 708 milhões concedidos.

O Lions ajuda a aplicar a dose de número 148.000.000 de Mectizan para tratar a oncocercose.

Logo após o terremoto e tsunami no Japão, o Lions mobiliza mais de US$ 21 milhões para as iniciativas de auxílio às vítimas.

2013: O LCIF faz parceria com a GAVI Alliance para proteger milhões de crianças contra o sarampo e a rubéola. A LCIF doa US$ 30 milhões para imunizações, equiparados pelos US$ 30 milhões do governo do Reino Unido e da Fundação Bill & Melinda Gates, levando o total a US$ 60 milhões.

A Colômbia erradica a oncocercose com o apoio da parceria entre o Lions e o The Carter Center.

2014: O Lions lança o Desafio de Serviço do Centenário, uma iniciativa global para servir a 100 milhões de pessoas em todo o mundo.

2017: O Lions comemora seu 100ºaniversário e primeiro século de serviço!

section

section

Pular para o Topo